quarta-feira, outubro 18, 2006

A aventura começa... e nem o azar nos impede de avançar...

A nossa aventura em BTT tem um início não muito auspicioso, ou melhor, muito azarento por sinal.
Encontramo-nos no café da Silvie, um bando de 5 ciclistas cheios de moral, mas com pouca vontade de dar ao cabedal (Eu, Pires, Marco, Leandro e Márcio). Nem vale a pena explicar os pormenores, basta apenas dizer que após 1 ou 2 míseros quilómetros, das cinco bicicletas, apenas uma estava intacta (aquilo era pneus furados e vazios, pedais partidos, etc.). O Pires desistiu e veio com ela à mão para casa...e nós a pedir a uns e a outros, ferramentas para consertar os pedais e bombas para encher os pneus... enfim, indescritível. E nós a pensar que aquele espírito aventureiro de Joaquim Azevedo, tinha sucumbido à nascença.
Após uma longa paragem em que metade da freguesia enlouqueceu com esta vontade incessante em pedalar, muitos foram aqueles que se entusiasmaram, tendo alguns investido em bikes de sonho (como a KTM do Pires, e as autênticas "ferrari" do Lopes, João Fernando e Rui).
Daquele grupo inicial, apenas eu e o Pires sobrevivemos àquele início azarento. Assim criamos um grupo maravilha de 5 ciclistas: Eu, Lopes, Pires, Rui e João Fernando.
A partir daqui nada nos impediu de pedalar, nem os caminhos cheios de bosta que apanhávamos nos primeiros trajectos que fizemos em Atiães, Oleiros e Lage, nada contrariou a vontade inigualável em sermos os verdadeiros Lances Armstrongs da BTT.
Assim, após vários domingos de manhã em que todos ensonados contemplamos, ao guiador das nossas magníficas bikes, as belezas naturais existentes na nossa terra e terras envolventes, rumamos em direcção ao Monte do Castelo.
No Monte do Castelo é que temos vivido as verdadeiras aventuras do BTT. Subimos o Monte, aproveitamos todo o espírito BTT que o Monte nos proporciona, e depois é sempre a descer, e como o Pires diz, o verdadeiro BTT é ao descer. Ainda insatisfeitos, pedalamos por todas aquelas terras em redor do monte (travassós, barbudo, carreiras, São Tiago, isqueiros, godinhaços, dossãos, etc). Vários são os quilómetros percorridos, o cansaço acumula-se nos músculos, alguns litros de água a chamarem por nós, e mesmo assim a prova de perícia não nos escapa. Uma volta na prova de perícia é sagrada, para terminarmos mesmo em beleza e em consonância com o espírito BTT. As fotos são prova de que a nós...já ninguém nos pára... o limite é o céu...ou o chão...não é Lopes?
Espero que o grupo BTT Moure cresça, porque nós ainda vamos dar muito que falar, vejam lá que até já ouvi dizer que a BERG (marca conceituada no mercado ligada ao mundo da BTT) ia fazer umas filmagens do nosso grupo em plena acção como forma de cativar as pessoas a aderirem ao BTT e a comprarem os seus produtos. Eu ouvi dizer, não garanto a veracidade desta afirmação, mas cheira-me que é verdade.
Assim me despeço, prometendo voltar com mais notícias da aventura BTT Moure.

Marcadores:

Carlitos às 2:31 PM

3 Comentários

3 Comentários

at 10/19/2006 12:06 AM Blogger Bicota diz...

Olá!
Não conhecia esta história... mas que tem a sua piada tem...
Quanto ao limite... acredito que seja mais o chão... (não Lopes?) que o céu. Mas é melhor não rir (he!he!) do vizinho... é que o limite continua lá... e posso ser o próximo...
Quanto às filmagens também ouvi qualquer coisa... só não tenho a certeza se é a BERG ou a CARLS... mas parece-me que estamos todos disponíveis para conversar, discutir sobre o sabor da CARLS e da BERG, claro!

 
at 11/14/2006 5:05 PM Anonymous Anônimo diz...

ola...

eu tinha que deixar ca um comentario ate porque fui um dos que dei inicio ao BTTMOURE... e bom saber que o BTTMOURE continua de pe e espero que se junte mais pessoal ao grupo... eu tive que abandonar o barco ou melhor a BTTMoure mas nao sou cobarde... digamos que tenho os meus motivos...
Abracos continuem...

 
at 12/06/2006 2:32 PM Anonymous Sousa diz...

PARA AS MULHERES DE VALOR

“Quando Deus fez a mulher, já estava a trabalhar há seis dias consecutivos. Apareceu um anjo que lhe perguntou: "Deus, porque estás a perder tanto tempo com esta criação? "Ao que Deus respondeu: ”já viste a minha lista de especificações para este projecto? Ela tem que ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis, e é capaz de sobreviver com muito pouca coisa, tem um colo capaz de segurar em quatro crianças ao mesmo tempo, tem um beijo capaz de curar qualquer coisa desde um arranhão no joelho a um coração ferido e faz isto tudo apenas com duas mãos. "O anjo ficou estupefacto com estas especificações. "Só duas mãos!? Impossível! E este é o modelo normal? É muito trabalho só para um dia. É melhor acabares só amanhã."

"Nem pensar", protestou Deus. "Estou quase a acabar esta criação que me é tão querida. Ela já é capaz de se curar a si própria quando fica doente. E consegue trabalhar 18 horas por dia. "O anjo aproximou-se e tocou na mulher. "Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus". "Sim, mas também pode ser muito resistente. Nem fazes ideia o que ela pode fazer e aguentar." "E ela vai ser capaz de pensar?" perguntou o anjo. "Não só é capaz de pensar como é capaz de negociar e convencer".

O anjo então reparou num pormenor e tocou na cara da mulher: "Ups, parece que tens uma fuga neste modelo. Eu disse-te que estavas a tentar fazer demais numa criatura só." "Isso não é uma fuga, é uma lágrima”. "E para que é que isso serve?" perguntou o anjo. "A lágrima é o seu modo de exprimir alegria, pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto e orgulho. "O anjo estava impressionado. "És um génio, Deus. Pensaste em tudo." E de facto as mulheres são verdadeiramente espantosas. Têm capacidades que surpreendem os homens. Carregam fardos e dificuldades, mas mantendo um clima de felicidade, amor e alegria. Sorriem quando querem gritar. Cantam quando querem chorar. Choram quando estão felizes e riem quando estão nervosas. Lutam por aquilo em que acreditam e não aguentam injustiças. Não aceitam um "não" quando acreditam que existe uma solução melhor Prescindem de tudo para dar à família. Vão com um amigo assustado ao médico. Amam incondicionalmente. Choram quando os seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio. Ficam radiantes quando nasce um bebé ou quando alguém se casa. Ficam devastadas com a morte de alguém querido, mas mantêm a força além de todos os limites. Sabem que um abraço e um beijo podem curar qualquer desgosto.

Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores. Elas conduzem, voam, andam e correm numa luta suave só para mostrar que se preocupam com o próximo. O coração de uma mulher mantém este mundo a andar. Elas trazem alegria, esperança e amor. Dão apoio moral à sua família e amigos. As mulheres têm coisas vitais a dizer e tudo para dar. NO ENTANTO, EXISTE UM DEFEITO NAS MULHERES... É QUE ELAS SE ESQUECEM CONSTANTEMENTE DO SEU VALOR!”

Desconheço o autor deste texto. Penso que terá sido o valor do coração de Mulher a escreve-lo. Que pena não serem as mulheres a governar o mundo… Obrigado às Mulheres por terem gerado a existência de todos nós com a suavidade do vosso amor.

FELIZ DIA da MULHER… FELIZ DIA DA MÃE… E TODOS OS OUTROS dias…

O Dia da Mulher é todo aquele em que respiramos… Ao homem que não respeita, nem a si próprio, recomenda-lhe que leia este texto em voz alta… O Humanismo aumenta na ordem inversa ao lucro fácil…
Subscreve um Homem que acredita que o futuro do mundo estaria melhor nas mãos das MULHERES.

 

Postar um comentário